1.ª EDIÇÃO CONCURSO DE CURTAS-METRAGENS DO PORTO SANTO – TEMA: “HOMO VIRTUALIS”

 

REGULAMENTO

CONCURSO DE CURTAS-METRAGENS DO PORTO SANTO

O Concurso de Curtas-Metragens do Porto Santo é uma iniciativa da Câmara Municipal.


Objectivo
O presente Concurso tem como objectivo seleccionar uma obra cinematográfica, inédita, com duração de 4 (quatro) a 20 (vinte) minutos, em qualquer género (ficção, animação, documentário), com registo e finalização digitais em DVD, sobre o tema atribuído à Bienal do Porto Santo, um evento cultural a ocorrer na ilha com uma periodicidade de dois anos. A Bienal é uma mostra colectiva de artes visuais em que podem estar patentes formas de expressão como: Escultura, Fotografia, Pintura, Arquitectura, Cinema, Design, Vídeo e Instalação.

A temática do argumento das obras, objecto deste regulamento, deve ser dirigida ao público em geral e deve desenvolver, livremente, histórias que envolvam a sociedade e estimulem a cultura e a arte, de acordo com o tema fixado para a Bienal.

Deliberação
Ao dia 29 do mês de Outubro de 2010, na sede da Empresa Areal Dourado, E.E.M., em Porto Santo, reuniu-se o Júri do 1.º Concurso de Curtas-metragens do Porto Santo, para deliberar sobre as obras concorrentes.

Nesta reunião, participaram os cinco elementos previstos no regulamento, que passamos a citar: Dr. Magno Velosa (representante da Câmara Municipal do Porto Santo), Sr. Júlio Rodrigues (representante da Areal Dourado, E.E.M), Sr. Manuel Pessôa-Lopes (Comissário Geral da Bienal do Porto Santo), e as especialistas, a Dr.ª. Leonor Escórcio (Técnica de Animação e Cultura) e a Dr.ª Núria Brito (Técnica de Comunicação e Relações Públicas).

Como decisão final, foi deliberado por unanimidade que, devido à escassez de obras, o que inviabiliza um concurso com alguma dignidade e dimensão pretendida, o colectivo deliberou não realizar o evento e por consequência não atribuir o prémio previsto no regulamento do mesmo.

Como salvaguarda, sem prejuízo das partes envolvidas, o colectivo de juízes deliberou de forma extraordinária, atribuir uma menção honrosa à obra “CYBERLIKESOCIETY” da autoria do concorrente Albano Ruela, propondo a divulgação desta obra, na Quarta Edição da Bienal Porto Santo, subordinada o tema “Homo Virtualis”, que se realiza no próximo Verão de 2011.